terça-feira, 17 de janeiro de 2012

MELÔ DA PRIVATARIA TUCANA


  Em 1997, mais ou menos, em pleno processo de privatização do governo FHC, um amigo, como eu muito indignado com tudo aquilo que estava acontecendo, me propôs fazermos uma paródia de um samba de Noel Rosa. O samba já trazia em seu título a "deixa" para nosso tema: "quem dá mais?". No original Noel fazia como que leilão irônico de alguns itens. Mas no final da letra ele perguntava: "quanto é que vai ganhar o leiloeiro / que é também brasileiro / que em três lotes vendeu o Brasil inteiro... quem dá mais??" Esta indagação soa ou não soa profética? 
  Bom, o fato é que fizemos a paródia e a gravamos. Agora, com as bombásticas informações trazidas a baila no livro "privataria tucana", resolvemos dar-lhe um aporte visual e disponibiliza-la no youtube. A gravação é caseira, e portanto feita com poucos recursos técnicos. Tivemos a ocasião, quando do lançamento do livro no Rio de Janeiro, de entregar uma cópia dessa montagem ao próprio autor, Amaury Ribeiro Jr. Esperamos que gostem...




Quem dá mais
(Noel Rosa, psicografado por A. A. Fontes e Ricardo Moreno)

Quem dá mais?
Por uma floresta que é cobiçada
Uma linda amazona toda enfeitada
De verde e amarelo tão linda e formosa
Tão cheia de vida florida e generosa
Cinco reais? Cinquenta reais? Quinhentos reais?
Ninguém dá mais... A Silvério dos Reis
Aceito em moeda podre ou bichada
Ou qualquer marmelada
Ainda leva de quebra uma mamata
Quem dá mais??

Por uma mineira tão rica e faceira
Com um belo dote, não é brincadeira
Um vale dourado um rio de prata
Entrego barato com uma bela cascata
Vinte reais? Vinte e um e cinquenta? Quinhentos reais?
Ninguém dá mais, de trinta reais...
Quem arremata o lote não é plebeu
Quem garante sou eu
Pra vendê-lo pelo dobro entre os seus
Quem dá mais???

2 comentários:

  1. Prezado Ricardo,
    Gostei muito da paródia. Mas, seria bom se você disponibilizasse a letra da mesma no blog, pois daria para curti-la melhor ainda.
    Um grande abraço,
    Nilton Maia

    ResponderExcluir

Ocorreu um erro neste gadget