sábado, 26 de março de 2011

Vídeo imperdível

Vídeo de 1975 quando Alceu, Zé Ramalho e Lula Cortes defenderam a canção "Vou danado prá Catende" de Alceu sobre poema de Ascenso Ferreira.

Pequena galeria de fotos de Lula Cortes

 Disco de 1980. Excelente!!!! Muito xote, frevo com guitarras, temas indianos, tricórdio elétrico e o escambau...
Com Zé Ramalho no mitológico álbum "Paebirú". Nos últimos tempos

Com Alceu e Zé Ramalho, artista com os quais compôs várias músicas, tais como "a noite preta", "arreio de prata" que é só dele, mas que Alceu gravou. Essa foto foi de quando em 1975 eles defenderam "vou danado pra Catende" de Alceu sobre poema de Ascenso Ferreira.









Nos últimos tempos...















Quando andou gravando com a banda "má companhia". Um trabalho mais rock

Aqui a capa de um dos discos mais legais de Lula. "O gosto novo da vida". Esse disco era pra "acontecer" no Brasil todo. Esse era o projeto. Mas parece que Lula não conseguia se adequar.

Cantando com a banda "má companhia"

capa do "paebirú"

Falecimento de Lula Côrtes

Acabei de saber do falecimento do cantor e compositor Lula Côrtes. Imediatamente senti vontade de encontrar todos meus amigos de adolescência. Isso porque Lula foi um daqueles avatares da minha juventude. Um daqueles artistas que mobilizam nossa sensibilidade de um jeito que não podemos mais continuar sendo o mesmo depois de ouví-los. Meu encontro com a música de Lula foi, como diz o título desse blog, um encontro radical. Lula pertenceu a uma geração que nos deu Alceu Valença e Geraldo Azevedo, mas esses, não obstante o enorme talento que tinham e têm, eram os mais conhecidos de um grupo muito grande. Tinha Flaviola, Marco Polo, Marconi Notaro e outros. Mas Lula Cortes era quem melhor traduzia minha sensibilidade. Com uma voz rascante e uma potência poética vigorosa Lula foi um dos primeiros artistas a fundir o rock com as "levadas nordestinas". Foi um dos pais musicais de Chico Science. A gravação que segue abaixo chama-se "desengano" e abre o disco "o gosto novo da vida", que era um projeto para fazer Lula "acontecer" no Brasil inteiro, assim como já tinha acontecido com Geraldo Azevedo e Alceu. O projeto não deslanchou, mas o disco resultou muito bonito.
Segue, então, abaixo, uma pequena homenagem a esse grande artista, músico, inventor de instrumentos, artista plástico Lula Côrtes.



DESENGANO

Toda vez que olho o desengano
Nas frases do canto fosco dessa juventude
Sinto meu sorriso magro,
Meu rosto suado se encarquilhar
E quando franzo a testa,
E são suo o rosto cor de madrugada
E quando me deprimo e curvo os ombros pra pensar
Penso nos martíos,
Todos os delírios loucos que vivenciamos
E vejo por quanto anos nos aventuramos querendo voar
Voar pra sair de perto,
De todo deserto desses abandonos,
E constatando o desengano se despedaçar.
Desfeito em pedaços,
Sigo no encalço desse sonho
Vejo meu sorriso magro,
Coração amargo se atrapalhar
Quando franzo a testa,
E são suo o rosto cor de madrugada
Quando abro os olhos, olhos claros para o mar.

terça-feira, 22 de março de 2011

AGROTÓXICO E LEITE MATERNO

Soja usa 5 milhões de litros de agrotóxico e chega ao leite materno em MT
Thais Tomie
Redação 24 Horas News


O município de Lucas do Rio Verde, localizado ao norte do Estado,  é caracterizado como segundo maior produtor de grãos do Estado. Em 2009 cultivou 410 mil hectares de soja e milho.Para isso,  utilizou nada mais nada menos que cerca de 5 milhões de litros de agrotóxicos. Bom para a indústria, bom para os negócios, péssimo para a saúde da população. Principalmente de mães, cujos filhos estão em idade de amamentação. Uma pesquisa revelou a presença de agrotóxico no leite materno das gestantes que residem no município. Isso mesmo: agrotóxico no leite materno.
“Após a aplicação, parte desses produtos atinge a peste alvo, enquanto que o restante pode ser disperso no ambiente e acumular-se no organismo humano” – explica Danielly Cristina de Andrade Palma, mestranda em Saúde Coletiva da Universidade Federal de Mato Grosso. Nas amostras de leite coletadas de 62 nutrizes, foram encontradas pelo menos um tipo de agrotóxico. A coleta foi feita entre a 3ª e a 8ª semana após o parto. Entre as variáveis estudadas, ter tido aborto foi uma variável que se manteve associada à presença de três agrotóxicos.
O estudo é uma alerta para os moradores da região, pois os resultados podem ser oriundos da exposição ocupacional, ambiental, alimentar do processo produtivo da agricultura que expôs a população a 114,37 litros de agrotóxicos por habitante na safra agrícola de 2009/2010..
“Por suas características fisiológicas e vulnerabilidade à exposição a agentes químicos presentes no ambiente, este leite ao ser consumido pelos recém-nascidos pode provocar agravos à saúde” – diz a pesquisadora.
De acordo com o secretário de Agricultura e Meio Ambiente de Lucas do Rio Verde, Edu Pascosk, o que aconteceu no município foi um fato esporádico que ocorreu devido a uma pulverização de uma aeronave que passou dentro do perímetro urbano. “todas as providências já foram tomadas e os agricultores estão seguindo normalmente a legislação federal”, informou.
O município é considerado o segundo maior produtor de grãos do Estado. E para o agronegócio, o lucro pode estar acima da vida. Diante dos fatos, parece que o mesmo governo que faz campanhas para incentivar as mulheres a amamentar, financia o agronegócio que produz a comida envenenada, contaminando o leite da maioria das mães.

domingo, 20 de março de 2011

A HISTÓRIA SIONISTA



(Israel, 2009, 75 min. - Direção: Berek Joselewicz)
Árabes e judeus viveram em uma grande harmonia em qualquer dos lugares e continentes que estivessem por mais de 1.700 anos. Mas com a criação do sionismo, que buscava um lugar como país para os judeus, as coisas mudaram. Nas palavras de Teodoro Herzl, fundador do sionismo, em 1895, tratando de estabelecer o que seria a política sionista na Palestina, meio século antes de tomá-la, que perdura até os dias de hoje: “Vamos tratar de afugentar a miserável população local para fora das fronteiras”.
Através do documentário de Berek Joselewicz, um ex-soldado israelense - arrependido pela sua participação nas ocupações - conheça a truculência do sionismo que aterroriza todo o estado Palestino e o povo árabe com a limpeza étnica, as execuções, torturas e prisões sem julgamento de jovens, idosos, crianças e mulheres sob o falso argumento de que estão se defendendo. (docverdade)

Comentários do diretor: "(...)A História Sionista, tem o objetivo de apresentar não apenas a história do conflito entre Israel e a Palestina, mas também a principal razão para isso: a ideologia sionista, seus objetivos (passado e presente) e sua dureza, não só na sociedade israelense, mas também, cada vez mais, sobre a percepção das questões do Oriente Médio e nas democracias ocidentais.

Esses conceitos já foram demonstrados no excelente documentárioOcupação 101, feito por Abdallah Omeish e Sufyan Omeish, mas meu documentário aborda o assunto sob a perspectiva de um ex-soldado israelense da reserva, e alguém que passou toda a sua vida na sombra do sionismo.

Eu espero que você possa encontrar um momento para assistir a história sionista e, se gostar, por favor, sinta-se livre para compartilhar com os outros. (Tanto como o documentário e as imagens arquivadas utilizados são apenas para fins educacionais, o filme pode ser distribuído livremente).”


do blog docverdade.blogspot.com

REDUTOS LIBERAIS (NEO?) AINDA FAZEM BARULHO NA IMPRENSA BRASILEIRA

      Recentemente o site "Brasil Música" fez um pequeno artigo respondendo um editorial do jornal O Globo. Mesmo com toda derrocada da gestão liberal pelo mundo, ainda se insiste por aqui pelas editorias jornalísticas em fingir que nada aconteceu e continuar receitando medidas falidas. Claro que as propostas de esvaziar o estado retirando seu poder de decisão em certas meios (como as comunicações, por exemplo) vem num pacote de ótimas intenções democráticas, afirmando que as decisões do estado são medidas autoritárias etc. O mais irônico nisso tudo é que esse argumento em defesa da democracia vem justamente de setores que apoiaram e se benficiaram do golpe militar de 1964, e este é o caso das empresas "Globo".
      Gostei da resposta do site e a reproduzo aqui. Em seguida meu comentário enviado ao site.

_______________________________________________

UMA ONDA DE AUTORITARISMO NO BRASIL

Este é o título do Editorial de O Globo deste sábado. O artigo discorre sobre um suposto estreitamento de liberdades democráticas nos últimos 8 anos, que teria se dado ‘pelo desembarque do PT em Brasília’. Ações decorrentes da atuação do Ministério da Cultura são citadas, como por exemplo, a proposta de criação da ANCINAVE e o projeto de revisão da lei de direitos autorais, entre outros.  Paradoxalmente, o editorial reputa o ‘resgate do projeto de revisão dos direitos autorais da casa civil’ como uma medida saudável.
Em primeiro lugar cabe ressaltar que o Ministério da Cultura no governo anterior não estava sob comando do PT, e sim do PV. O PV teve candidatura própria na corrida presidencial e esta foi uma das razões para a troca de Ministro quando a candidata Dilma Roussef venceu as eleições: colocar o MinC nas mãos do PT, representado por Ana de Hollanda e pelo presidente da Funarte Antônio Grassi. A partir do governo atual, mais que antes, podemos atribuir os encaminhamentos do Ministério da Cultura ao PT.
Em segundo lugar, não nos parece adequado relacionar o episódio da tentativa de criação de um órgão – ANCINAVE – a um ‘viés interventor’. De um lado é correto questionarmos até que ponto o Estado deve ingerir em setores da Economia. Podemos nos perguntar se uma maior fiscalização do governo americano sobre seu sistema financeiro teria evitado as terríveis consequencias da crise de 2008, com prejuízos espalhados por todo o mundo e reflexos políticos, financeiros e sociais até os dias de hoje. Devemos questionar por que as conceituadas agências de risco Moody’s, Fitch e Standard & Poor’s não teriam previsto a catástrofe.  De outro lado, nos parece que a retirada de pauta de um projeto de criação de uma agência reguladora é mais uma prova de amadurecimento democrático, e não de autoritarismo.
Por fim, a tentativa de envolver propostas completamente diferentes sob um mesmo manto genericamente designado de ‘dirigista’ ou de ‘intervencionista’ ou de ‘tolhedor de liberdades’ é equivocado. A reforma da lei de direitos autorais é uma ação absolutamente necessária e urgente para o país. Temos uma das leis mais restritivas do mundo. A 9.610/98 proíbe, por exemplo, a cópia de um CD legalmente adquirido para um player digital de propriedade do adquirente. A sociedade e os criadores precisam de uma resposta rápida; e que inclui o poder público. No documento chamado ‘A Terceira Via para o Direito Autoral’, foram muito bem sintetizadas estas questões: “A solução do problema virá de uma combinação de leis, infraestrutora, mudança cultural, colaboração institucional e melhores modelos de negócio.” Estamos, especialmente aqui no Brasil, muito atrasados para o encaminhamento de uma solução. Nossos jornais deveriam contribuir para a qualificação do debate, e não para a polarização ideológica inócua.

_______________________
Meu comentário enviado ao site:

Excelente resposta dada ao Globo. Realmente o viés ideológico do jornal é evidente, pois acredita na fantasia neo-liberal, tratando qualqer forma de regulação pública como "intervencionismo", "dirigismo" ou coisas parecida. Creio que estejamos mais maduros como sociedade para não cairmos mais nesse tipo de argumentação rasteira. A desregulamentação da economia e outros setores trouxe mais prejuízos que avanços. No caso da América Latina então nem se fala, pois os índices de exclusção social por aqui tornou a vaga liberal ainda mais cruel.
Ocorreu um erro neste gadget