sexta-feira, 8 de julho de 2011

SUA CASA PRÓPRIA NO BANCO CELESTIAL DE SILAS MALAFAIA...

Algumas pessoas podem achar que estou sofrendo de algum mal psicológico, para ficar dando atenção a este tipo de coisa que vou tratar nesse post. Mas não é coisa de somenos, não. Trata-se do que venho chamando de pentecostalização dos espaços públicos. Entendo esse processo como a ação de grupos fundamentalistas pentecostais cujo propósito não se limita apenas a uma ação evangelizadora ou catecúmena em buscas de neófitos. Há também embutido em seu ideário uma busca de poder político e, por que não dizer, financeiro. O segundo item já é de há muito que se sabe (e me pergunto se não é caso de uma ação por parte do ministério público), mas o que mais me preocupa mesmo é o primeiro: a busca de poder político e a ocupação de espaços consagrados (sem trocadilho) como espaços essencialmente laicos, tais como escola, movimento social, etc. Essa ocorrência solapa as bases da democracia na medida em que esvazia o debate horizontal entre os homens e o verticaliza sob a égide de uma instância transcendente: Deus... pronto está feita a desgraça. Ora, ora, não posso defender uma ideia num espaço público e querer convencer a todos que Deus quer ou deseja que aquela ideia seja vitoriosa (como fizeram em tom histérico algumas lideranças do movimento dos bombeiros recentemente). Isso anula o outro no debate e o desqualifica totalmente. se alguém é contra essa posição que Deus deseja, é porque certamente está a serviço de outra coisa, cujo nome nem é bom falar.
Tenho levantado este debate com pessoas de várias orientações religiosas: católicos, evangélicos, agnósticos, etc... e creio que seja necessário que este seja um tema de reflexão das instituições. Também tenho provocado a própria instituição em que trabalho, a escola, no sentido de que as pessoas pensem sobre isso e se posicionem. Dentro de uma das escolas em que trabalho eu vi uma cena de "exorcismo". Uma aluna passou mal e uma professora fez aquela cena que se vê na televisão e dizendo coisas do tipo "sai desse corpo", etc. Conquistas civilizatórias diversas podem correr risco de retrocesso caso sejamos omissos ao que está acontecendo. Há alguns anos atrás um ator/palhaço italiano chamado Leo Bassi teve problemas em Portugal por conta de seu espetáculo tocar no dogma de Maria. Sofreu várias ameaças de grupo conservadores católicos, até o ponto em que tentaram, mas sem êxito, colocar uma bomba dentro do teatro,no melhor estilo "terrorismo cristão fundamentalista".
Os fundamentalismos são sempre perigosos, dos religiosos aos de mercado, como no caso de neo-liberalismo. São perigosos porque a solução para os problemas se apresentam unicamente condicionada a uma resolução que passe pelo retorno aos fundamentos de sua seita, ou religião. E se a coisa não estiver dando certo, radicaliza-se mais ainda, como fez Milton Friedman quando aplicou suas perversas teses econômicas no Chile, sob a égide de uma ditadura sanguinária.
Bom, localizei este vídeo na internet, e este que está falando é o pastor Silas Malafaia. Para os que se interessarem existem depoimentos bem "fortes" sobre ele na rede. Mas pra bom entendedor um pingo é letra, de modo que não pode haver dúvida do caráter e das intenções desse falso líder religioso. Este é o mesmo que tem feito uma verdadeira cruzada (com trocadilhos) contra as leis anti-homofóbicas que estão em discussão atualmente. Ele também se colocou contra o PNDH elaborado no final do governo Lula. Tudo em nome da moral, da decência e outras pilhérias. Vejam abaixo como ele tenta construir um sistema de financiamento celestial para a aquisição da casa própria. Mas não é pra rir, pois é coisa séria.


Ocorreu um erro neste gadget