sexta-feira, 25 de junho de 2010

Dunga contra o dragão da maldade

 Recebi esta mensagem, mas não sei se os fatos narrados de fato aconteceram. De todo modo, há vários jornalistas, como no caso de Bob Fernandes do portal Terra, que afirmam que o técnico Dunga de fato não permitiu alguns privilégios da Rede Globo de Televisão. Dizem até que ganhando ou perdendo, Dunga sairá do comando da seleção brasileira.
 
 
DUNGA – MESMO SE PERDER DE GOLEADA,
 JÁ É UM VENCEDOR...

O Jornal O Globo em sua primeira página da edição de hoje, quarta feira 16 de junho de 2010, desce a lenha na seleção e principalmente no seu treinador.
Qual a razão dessa súbita mudança de comportamento ? Vamos aos fatos :

Segunda feira, véspera do jogo de estréia da seleção brasileira contra a Coréia do Norte, por volta de 11 horas da manhã, hora local na África do Sul. Eis que de repente, aportam na entrada da concentração do Brasil, dona Fátima Bernardes, toda-poderosa Primeira Dama do jornalismo televisivo, acompanhada do repórter Tino Marcos e mais uma equipe completa de filmagem, iluminação etc. Indagada pelo chefe de segurança do que se tratava, a dominadora esposa do chefão William Bonner sentenciou : “ Estamos aqui para fazer uma REPORTAGEM EXCLUSIVA para a TV Globo, com o treinador e alguns jogadores...”
Comunicado do fato, o técnico Dunga, PESSOALMENTE dirigiu-se ao portão e após ouvir da sra. Fátima o mesmo blá-blá-blá, foi incisivo, curto e grosso, como convém a uma pessoa da sua formação. 
“ Me desculpe, minha senhora, mas aqui não tem essa de “REPORTAGEM EXCLUSIVA” para a rede Globo. Ou a gente fala pra todas as emissoras de TV ou não fala pra nenhuma...”
       Brilhante !!! Pela vez primeira em mais de 40 anos, um brasileiro peitava publicamente a Vênus Platinada !!!  “ Mas... prosseguiu dona Fátima - esse acordo foi feito ontem entre o Renato ( Maurício Prado, chefe de redação de Esportes de O Globo ) e o Presidente Ricardo Teixeira. Tenho autorização para realizar a matéria”.
- “ Não tem autorização nem meia autorização, aqui nesse espaço eu é que resolvo o que é melhor para a minha equipe. E com licença que eu tenho mais o que fazer. E pode mandar dizer pro Ricardo ( Teixeira ) que se ele quer insistir com isso, eu entrego o cargo agora mesmo!” O treinador então virou as costas para a supra sumo do pedantismo e saiu sem ao menos se despedir. 
       Dunga pode até perder a classificação, a Copa , seu time pode até tomar uma goleada, mas sua atitude passa à história como um exemplo de coragem e independência. Dunga, simplesmente, mijou na Vênus Platinada ! Uma estátua para ele !!! Isso sem contar que após as idiotices do GALVÃO BUENO 35 milhões de brasileiros mandaram pelo TWITTER a mensagem  ' CALA A BOCA GALVÃO '.
 
  Essa era a toda poderosa que um dia fez editoriais para a DITADURA MILITAR,  e como a FOLHA DE SÃO PAULO colocou toda sua estrutura , como carros, etc a serviço dos DITADORES ; por várias e diversas vezes OMITIU as campanhas do povo brasileiro pela ANISTIA, as DIRETAS JÁ, a CONSTITUINTE  e tenta hoje CRIMINALIZAR os MOVIMENTOS SOCIAIS.

Dilma no Roda Viva

Dilma Rousseff
Candidata á presidência

O Roda Viva encerra nesta segunda-feira, dia 28, uma série de programas para discutir as ideias apresentadas nessa disputa eleitoral.

A entrevistada será a candidata Dilma Rousseff, do Partido dos Trabalhadores. Ela nasceu dia 14 de dezembro de 1947, em Belo Horizonte, Minas Gerais.

Do pai búlgaro, naturalizado brasileiro, Dilma herdou o sobrenome Rousseff. Ela estudou em colégio de freiras e após o golpe militar de 64 começou militância em organizações de esquerda que combatiam a ditadura.
Dilma Rousseff foi presa em São Paulo, em 1970, ficou quase 3 anos detida e foi vítima de tortura. Libertada, seguiu para o Rio Grande Sul em 1973, onde retomou os estudos na Faculdade de Ciências Econômicas da Universidade Federal.

Após a Lei da Anistia, em 79, Dilam Rousseff filiou-se ao Partido Democrático Brasileiro, o PDT de Leonel Brizola, e começou vida profissional na Fundação de Economia e Estatística do Rio Grande do Sul.

Em 93, ela assumiu a Secretaria gaúcha de Minas, Energia e Comunicações, no governo Alceu Colares, cargo que voltou a ocupar, depois, no governo Olívio Dutra.

Filiada ao PT desde 2001, Dilma Rousseff integrou o grupo de transição do eleito presidente Luiz Inácio Lula da Silva e, na seqüência, assumiu o Ministério das Minas e Energia, onde ficou até 2005, quando foi para Ministério da Casa Civil da Presidência da República.

Participam como convidados entrevistadores: Merval Pereira, membro do conselho editorial das organizações Globo, colunista do jornal O Globo e comentarista da rádio CBN e do canal Globo News; Luiz Fernando Rila, editor-executivo e coordenador da cobertura eleitoral do Grupo Estado; Sérgio Dávila, editor-executivo do jornal Folha de S. Paulo e Vera Brandimarte, diretora de redação do jornal Valor Econômico.

quinta-feira, 24 de junho de 2010

Eleições 2010

É SÃO JOÃO: SERRA QUEIMA COMO BATATA-DOCE ELEITORAL
 

do site carta maior


O resultado do IBOPE (40% Dilma contra 35% Serra) transformou a festa de São João do tucanato num bombardeio interno, no qual não faltam fogueiras expiatórias. Nelas ardem estratégias, estrategistas, dissimulações, vaidades, aspones e marketeiros que não entregaram o que prometiam: seis pontos de vantagem –alguns cogitaram até 12 pontos— sobre Dilma, após a propaganda intensa do candidato no mês junino, quando foi vedete nos programas de PSDB, PPS e PTB, sem falar de uma chuva de prata de inserções publicitárias. O foguetório revelou-se pó de traque na aferição do IBOPE, que trouxe Dilma na dianteira com cinco pontos de vantagem sobre o candidato do conservadorismo brasileiro. O fracasso do plano junino abriu uma temporada de vale-tudo na coalizão demotucana. Nesta 4º feira em SP, uma reunião de emergência do tucanato discute a crise em SP. Pelos jornais, estrategistas ressentidos com o conhecido menosprezo do candidato por idéias alheias, como o sociólogo Alberto Almeida [hoje, no Estadão], espinafram Serra e vaticinam sua derrota, sugerindo que a grande vantagem de Dilma é a soberba do tucano. Fernando Henrique 'confidencia' igual temor a colunistas, vingando-se da recusa original do amigo em assumir o figurino anti-Lula preconizado por ele. O pedágio cobrado pelos aliados para apoiar um pato manco tende a aumentar e a escolha do vice pode gerar defecções e dissidências. Em resumo, a três meses do pleito, Serra queima como batata-doce eleitoral e por ela ninguém mais bota a mão no fogo.

A direita estadunidense e o futebol

Eis aqui nessa postagem um pouco do nobre pensamento de parte da direita estadunidense. É realmente um primor de estupidez e arrogância.

Uol Esportes

O futebol é uma ideologia estrangeira que quer destruir a singularidade da cultura norte-americana. Os comentaristas conservadores dos EUA querem mais é que o USA Team seja eliminado logo na primeira fase. Tudo porque são contrários a entrada do esporte mais popular do mundo no país mais poderoso do globo.
“Não importa quantas celebridades o apoiam, quantos bares abrem mais cedo, quantos comerciais de cerveja eles veiculam, nós não queremos a Copa do Mundo, nós não gostamos da Copa do Mundo, não gostamos do futebol e não queremos ter nada a ver com isso”, declarou Glenn Beck, cuja opinião tem vaga cativa na Fox News, canal que sustentou a ferro e fogo a gestão do republicano George W. Bush e é opositora ao governo democrata de Barack Obama.
Beck chegou a comparar o futebol com o plano de assistência médica que Obama implantou no país. “O resto do mundo gosta de futebol, nós não. O resto do mundo gosta das políticas do Obama, nós não.”
A fúria da direita também se sente na voz elitista de Dan Gainor, analista do Media Research Center. “O futebol é um jogo de pobre. A esquerda está impondo o ensino de futebol nas escolas americanas, porque a América está ficando bronzeada”, escreveu, associando a popularidade do futebol acima do rio Grande com a crescente migração dos mexicanos para os EUA.
A teoria da conspiração encontrou eco em Matthew Philbin, ideólogo do centro de pesquisas de direita Culture and Media Institute. “A mídia liberal sempre se sentiu desconfortável com o fato de sermos únicos entre as nações, sermos líderes; e os esquerdistas são contra nossa rejeição ao futebol, da mesma maneira que são contra nossa rejeição ao socialismo”, fez a analogia, incomodado com a audiência dos jogos da Copa serem maiores que as finais da NBA, a típica e norte-americaní ssima liga local de basquete.
“O que aconteceu com a singularidade dos Estados Unidos da América do Norte? Este esporte foi criado por índios sul-americanos, que, em vez de bola, jogavam com a cabeça de seus inimigos”, afirmou o radialista e ex-agente do FBI G. Gordon Liddy, confundindo a origem do futebol (Inglaterra) e as histórias de sacrifício humano das tribos da América Central e do Norte com as da América do Sul.
O radialista Mark Belling também entrou no coro contrário ao futebol. “Estão querendo enfiar goela abaixo essa modalidade. Mas não vou reagir criticando, porque os liberais agem da mesma forma de quando você insulta o cabelo de um senador do Partido Democrata. Não vou dar essa chance a eles.”

José e Pilar

José e Pilar. Este é o título do documentário do diretor português Miguel Gonçalves Mendes, que registra o cotidiano do casal José Saramago e Pilar del Rio, sua companheira. O filme foi coproduzido pela 02, empresa de Fernando Meirelles, diretor que adaptou para a tela o brilhante Ensaio sobre a Cegueira. O filme deve ter sua primeira sessão brasileira durante a Mostra de Cinema de São Paulo, que se realiza em novembro de 2010.


domingo, 20 de junho de 2010

Tenho pena daqueles que se agacham até o chão...

   Acompanhando a movimentação político-eleitoral eu confesso que não me surpreenderia se em um eventual segunto turno das eleições presidenciais de 2010, a candidata Marina Silva viesse a apoiar o candidato tucano. Afirmo isso baseado nas declarações que ela tem dado (elogiando o processo de privatização ocorrida no governo demo-tucano, por exemplo), e também pelas movimentações e arranjos com vistas as coligações. Aqui no Rio a aliança é PV/PSDB/DEM/PPS (tenho dúvida se o PTB tá nessa), e Gabeira tem implorado ao PSDB que se resolva o quanto antes e o apoie. Confesso que senti nojo ao ver a foto de Gabeira ao lado das fotos de Marina e Serra. 
    É importante lembrar aos eleitores bem intencionados - que acham que Gabeira e Marina representam um sonho, ou uma nova utopia -, que esses dois saíram do governo Lula com um certo discurso moralista (Gabeira saiu oportunisticamente quando do suposto escândalo do mensalão), que apontava para uma frustração das utopias. Mas aí é o caso de se perguntar que utopia é esta que eles estão propondo ao lado da privataria do PSDB (nova direita) e do DEM (antigo PFL, ou a velha direita). Confesso que ao ver Gabeira ali naquela situação de implotar o apoio do PSDB lembrei de um velho samba de Wilson Batista que em uma de suas estrofes diz:

Tenho pena daqueles
Que se agacham até o chão
Enganando a si mesmos
Com dinheiro, posição
Eu nunca tomei parte
Desse enorme batalhão
Pois sei que além de flores
Nada mais vai no caixão
Ocorreu um erro neste gadget