quinta-feira, 10 de março de 2011

Música favorece recuperação de AVC

Escutar música nas fases iniciais de um Acidente Vascular Cerebral (Derrame) pode melhorar a recuperação do paciente, segundo um estudo da Universidade de Helsinki, Finlândia, publicado na revista médica “Brain”. Os pesquisadores descobriram que pacientes com AVC que ouviam música durante duas horas diárias recuperavam mais rapidamente a memória verbal e a capacidade de atenção. Assinalam que esta é a primeira vez que um efeito desse tipo é observado em humanos e acreditam que estes resultados terão importantes implicações na prática médica.

Durante o estudo, que durou seis meses e pesquisou 60 pacientes, observou-se que três meses depois do AVC a melhora verbal melhorava desde a primeira semana em 60% deles contra 29% dos que não escutavam nada. De forma similar, a atenção focalizada, a capacidade de controlar e realizar operações mentais e resolver conflitos entre respostas melhorou 17%. Além disso, descobriu-se que o grupo de pacientes que escutava música experimentou menos estados de depressão e confusão do que os pacientes do grupo controle.

Essas diferenças na recuperação cognitiva podem ser atribuídas diretamente ao efeito de ouvir música, chamando a atenção o fato de que a maioria das músicas acompanhada por voz sugeria que este componente musical, ou a combinação de música e voz teria um papel crucial na melhor recuperação dos pacientes. Esses resultados deverão ser replicados em estudos posteriores, sendo necessário investigar os mecanismos neurais que determinam a melhora. Por isso, houve o alerta de que a terapia com música não funciona em todos os pacientes, não é um tratamento alternativo, mas sim uma medida adicional a outras formas de terapia, como a reabilitação da linguagem ou a recuperação neurosociológica.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Ocorreu um erro neste gadget