sábado, 9 de janeiro de 2010

Memória e democracia no Brasil

 O cineasta Silvio Tendler enviou carta ao ministro da Defesa, Nelson Jobim, defendendo que os envolvidos em crimes de tortura em nome do Estado Brasileiro devem ser julgados e punidos por seus atos. Tendler critica a posição do ministro, contrária à punição aos torturadores. "Este gesto, na prática, resulta em dar proteção a bandidos que desonraram a farda que vestiam ao torturar, estuprar, roubar, enriquecer ilicitamente sempre agindo em nome das instituições que juraram defender. É incompreensível que o nosso futuro democrático seja posto em risco para acobertar crimes praticados por bandidos", escreve o cineasta.
 Leia a carta na íntegra acessando o link:

Assine o manifesto contra a anistia aos torturadores no link abaixo:

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Ocorreu um erro neste gadget