sexta-feira, 9 de outubro de 2009

Os povos originários do Equador

Há muitos anos atrás, em uma festa com pessoas da esquerda latino-americana, eu ouvi de uma uruguaia, que nós brasileiros somos vistos na América Latina como arrogantes e metidos. Fiquei pasmo, pois jamais imaginei que pudéssemos ser vistos dessa forma. Ela acrescentou que a nós brasileiros não interessava nada que dissesse respeito ao nosso continente, e que só nos interessamos por assuntos referentes a Europa ou aos EUA. De fato me dei conta de que sabemos muito pouco do nossos vizinhos. Sabemos muito pouco de literatura, por exemplo, e mesmo assim, nos interessamos pelos que foram "reconhecidos" pelo dito primeiro mundo.
A matéria cujo link ponho aqui em baixo, nos ajuda a entender um pouco sobre as discussões que estão se dando hoje no Equador. Não foi à toa que o Noam Chomsky se referiu recentemente à América Latina, ou Abya Yala como nos informa o professor Carlos Walter, como o "lugar mais estimulante do mundo". Discussões sobre temas como a constituição de um Estado plurinacional faz avançar a compreensão sobre novas formas organizativas, cujos princípios se assentam em outras bases epistemológicas. Segundo a Elaine Tavares, autora da matéria da revista Caros Amigos, os "povos originários" - organização indígena equatoriana - apoia o governo do Rafael Correa, mas ao mesmo tempo aponta para contradições históricas que clamam por serem equacionadas. A matéria nos instrui muito a cerca das contradições presentes no Governo Correa. Mas não poderia ser diferente. De todo modo, é flagrante como existe o diálogo e como os indígenas são ouvidos (ao invés de olvidados como sempre foram).
Recomendo a leitura. Entrem no link abaixo e cliquem na matéria "as origens do Equador".
Boa leitura!!

http://carosamigos.terra.com.br/

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Ocorreu um erro neste gadget