sexta-feira, 24 de junho de 2011

DANTE EM QUADRINHOS



A clássica história de Dante Alighieri, composta por 14 233 versos, ganha uma bela adaptação

Um dos maiores clássicos da literatura mundial, a Divina Comédia, de Dante Alighieri, acaba de ganhar uma versão em quadrinhos. Os italianos Piero Bagnariol, quadrinista, e Giuseppe Bagnariol, roteirista, resumiram em apenas 72 páginas os momentos mais marcantes da viagem de Dante pelo inferno, purgatório e paraíso. Para isso, contaram com a ajuda de uma especialista na obra de Dante, a paulistana Maria Teresa Arrigoni, professora aposentada da Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC) de língua e literatura italianas. Ela conta com foi essa experiência.



De que forma você ajudou na elaboração dos quadrinhos?
Eu escolhi as traduções que foram usadas como base e colaborei com toda a parte de texto. É uma obra super complexa, então, surgiam muitas questões sobre como transportar aquela história.

Como foi feita essa adaptação?
A história é bem fiel ao enredo de Dante, mas claro que os roteiristas criaram uma moldura que colore essa viagem, há uma liberdade. Devido à complexidade da obra, eles fizeram adaptações e nem todos os episódios e personagens foram retratados. Houve uma seleção. Mas o quadrinista teve um poder de síntese muito grande e, ao ver, as escolhas foram muito bem feitas.

Qual a importância da transposição de um texto clássico como este para os quadrinhos?
É uma forma de criar espaço para um leitor que ainda não teve contato com a Divina Comédia. O fato de ser em quadrinhos é uma quebra de barreiras. É algo que pode provocar a leitura e, no caso de Dante, de apresentar esses versos. Escolhi as traduções feitas em versos justamente por isso. Acho que a chegada dos HQs pode ser um primeiro passo para quem quiser se aprofundar no texto original.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Ocorreu um erro neste gadget