quinta-feira, 16 de setembro de 2010

Se há um Ex-Gabeira, há também uma Ex-Marina

Creio que parte da classe média bem intencionada tenha caído num tipo de esparrela que via de regra cai como uma luva para ela, qual  seja, a de se sentir em paz com sua consciência optando por um projeto que inspira “pureza” e uma prática política limpa e isenta de maldades, típicas das práticas polítcas comuns. Isso não existe!! E é muito claro que as alianças do PV da Marina está muito bem articulado com o PSDB aqui no Rio de Janeiro e em outros lugares. De certa forma a campanha de Marina despolitiza a política quando aponta para uma situação irreal e salvacionista. Outro grupo político que fez essa opção foi o PSOL, e aí temos que bater palmas para ele pelo fato desse grupo ter sido coerente com suas ideias: criticou Lula pelas alianças, mas não se aliou com setores na nova direita para com isso atingir dividendos eleitorais, como faz o PV e o PPS. 
  Outra coisa: Alguém explica o índice de rejeição da candidata Marina em todas as pesquisas eleitorais? Eu arrisco: as teses defendidas em sua campanha apontam para um ecologismo de direita. Se não vejamos: quais das três principais candidaturas se identificam mais com o MST (tem uma entrevista muito boa do Stédile no Jornal Brasil de Fato sobre isso), por exemplo: é a candidatura da Dilma (já notaram como Marina não fala no movimento?). Ela também não fala nos tais índices de produtividade da terra. Infelizmente tenho que reconhecer que a tese do “ex-gabeira”, aqui no Rio, se aplica a Marina, ou seja: a candidata do PV é uma ex-Marina. 
  E para fechar: Por que Marina Silva faz tanto eco (sem trocadilhos) às denúncias de quebra de sigilo fiscal da filha de Serra, e não se manifesta sobrea a monumental quebra de sigilo bancário promovida, em 2001, pela empresa Decidir.com, das sócias Verônica Serra (filha de José Serra, candidato do PSDB à Presidência da República) e Verônica Dantas (irmã de Daniel Dantas, banqueiro condenado por subornar um delegado federal)???? Por que esse silêncio obsequioso à grande imprensa com relação a matéria da Carta Capital sobre o assunto? Será que isso faz parte do acordo tácito da candidata com a grande imprensa? Para refletir…

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Ocorreu um erro neste gadget